Press Enter to Search

3HAUSS

3HAUSS é um jogo de palavras. O "3" (three em inglês) refere-se à tríade arquitetônica, proposta pelo arquiteto romano Marcus Vitruvius: Firmitas, Venustas e Utilitas que representam, respectivamente, os princípios estruturais das edificações, os conceitos de beleza e os de funcionalidade. Além disso, o número brinca com a sonoridade de tree na língua inglesa, que significa tanto árvore quanto viga.
Hauss, mais um jogo com a palavra alemã haus, que significa casa. Com mais um “s” a palavra ganha o significado de extraordinário, surpreendente e maravilhoso em inglês. O nome 3HAUSS une os conceitos da arquitetura surpreendente, ecologicamente responsável, e da organização e concepção inteligente de espaços.

VALE A PENA CONTRATAR UM ARQUITETO?

maio 30th, 2016

Vale a pena contratar um arquiteto? Arquiteto é caro? Vejo muitas pessoas fazendo estas e outras perguntas em rodas de amigos e na internet. Confira abaixo os principais questionamentos e o nosso ponto de vista sobre cada um deles.

3HAUSS_Arquitetura_Vale_a_pena_contratar_um_arquiteto

Por que contratar um arquiteto?

O arquiteto é um profissional conhecido por projetar e realizar sonhos. Porém, muito mais do que isso, ele avalia as necessidades de cada cliente, de acordo com as suas práticas do dia-a-dia, com seus desejos formais e estéticos e com o seu orçamento disponível. Um bom projeto vai cumprir com todas essas exigências – estrutura, função e estética, conhecida como a Tríade Vitruviana – e ainda, respeitar todas as exigências legais do município e país. Ou seja, um projeto para chegar na sua forma ideal exige anos de estudo, de prática, de palestras, de livros lidos, de workshops e de rodas de discussão. Portanto, amadurecimento destes profissionais leva muitos anos e o tempo de elaboração de um projeto específico pode durar meses, mas possibilita que a obra tenha a chance de atingir as expectativas financeiras, formais e funcionais almejadas, com qualidade.

3HAUSS_Arquitetura_responsabilidades_do_arquiteto

Arquiteto é caro?

Com todo esse conhecimento mencionado acima, o arquiteto tem capacidade de fazer um projeto respeitando os limites financeiros do cliente e fazendo com que ele saiba quanto vai gastar antes de iniciar a obra. Sem esse embasamento é impossível se estimar o montante ao final da obra. Por esse motivo, não canso de frisar que arquiteto não é caro, já que planeja e projeta dentro do orçamento de cada cliente. Além disso, o valor pago a um arquiteto normalmente não ultrapassa 5% do valor da obra, ou seja, só com uma boa negociação nas lojas já se consegue um desconto que cobre o valor do projeto. Uma obra com investimento de 100 mil reais por exemplo pode, muitas vezes, corresponder as economias de uma vida inteira. Por isso, pagar 5 mil reais para que o resultado fique do jeito esperado e com o planejamento adequado, não parece ser grande coisa, não é mesmo?

Como terei certeza se o arquiteto vai alcançar minhas expectativas, já que compro algo que ainda não existe?

Uma das funções do arquiteto é entender a personalidade e os desejos de cada cliente. Ele muitas vezes precisa ser o psicólogo da família para saber exatamente o que ela quer, mesmo que ela mesmo não saiba. Para isso, podem ser usadas diversas estratégias que abrangem a definição do estilo e das necessidades até a representação com imagens realísticas dos projetos. Assim, com o auxílio da tecnologia, os arquitetos podem mostrar aos seus clientes como ficarão os espaços e edifícios para confirmar se é exatamente o que os clientes esperam. Se não for, nada impede que os projetos sejam editados até chegarem a sua forma ideal.

3HAUSS_Arquitetura_Obra_BK_Curitiba_PR

Na imagem acima, por exemplo, após conversarmos diversas vezes com o cliente e entendermos o que ele almejava, elaboramos o projeto 3D para apresentação da proposta (primeira imagem) e acertamos em cheio. O cliente executou tudo conforme o programado e ficou muito satisfeito com o resultado (a foto da obra executada é a segunda imagem).

“Entendo o valor de um arquiteto, mas mesmo assim prefiro fazer minha obra sozinho.”

Qualquer pessoa pode aprender qualquer coisa sozinho, basta querer. O nível de dificuldade varia de caso a caso. Há pessoas que preferem decorar suas casas por conta própria e sim, elas podem conseguir fazê-lo, dependendo do que será feito. Lerão livros, revistas, matérias na internet, farão cursos, assistirão vídeos e conversarão com pessoas com experiência para se atingir uma determinada qualidade. Porém, precisarão de muitas e muitas horas de dedicação e aprendizado, e precisarão saber lidar com situações de estresse advindas de problemas de execução e gerenciamento das equipes muito maiores do que encontrariam com a presença de um arquiteto.  Lembre-se de que um arquiteto, na pior das hipóteses, já estuda há 5 anos muito profundamente todos os assuntos e detalhes mais variados deste vasto mundo que é o da construção civil e já se deparou com inúmeras situações diferentes e conhece diversas soluções para cada problema.

A execução de projeto de interiores requer jogo de cintura para driblar erros de execução, que ocorrem em quase toda obra, principalmente quando se trata de troca de revestimentos, forro e marcenaria. Quando não há um projeto de um arquiteto, as equipes executoras facilmente te convencem a aceitar o erro que elas cometeram e você pode ter que conviver com um problema dentro de sua casa todos os dias ou mesmo ter que pagar muito mais caro para corrigir. Do contrário, quando existe um projeto de um arquiteto, você consegue evitar inúmeros problemas e facilmente encontra os erros quando eles ocorrem. Nesse caso você tem total direito de exigir que seja corrigido dentro dos termos acertados, com base no projeto e no contrato firmado com as equipes executoras.

Se a decoração de interiores que você deseja fazer, porém, englobar alguns aspectos de reforma como quebra de paredes ou alterações de infra-estruturas,  precisará de qualquer maneira de um responsável técnico (arquiteto ou engenheiro) para fazer o projeto e se responsabilizar por ele e pela gerência e/ou execução da obra (saiba mais sobre esse assunto clicando aqui). O mesmo acontece em caso de projetos arquitetônicos ou até mesmo reforma e ampliações de edificações, já que são necessárias aprovações de órgãos públicos e cálculos estruturais e de infraestrutura. Abaixo, confira um esquema feito pelo Conselho de Arquitetura e urbanismo sobre as normas de reformas em condomínios (clique na imgem para ampliar e saber mais):

3HAUSS_Arquitetura_reformas_em_condomínios

Portanto, avalie a sua situação antes de tomar qualquer decisão, se informando com profissionais da área e com pessoas que já passaram pela mesma experiência.

Até mais,

3HAUSS Arquitetura

There are no comments yet, add one below.
t Twitter f Facebook g Google+