Press Enter to Search

3HAUSS

3HAUSS é um jogo de palavras. O "3" (three em inglês) refere-se à tríade arquitetônica, proposta pelo arquiteto romano Marcus Vitruvius: Firmitas, Venustas e Utilitas que representam, respectivamente, os princípios estruturais das edificações, os conceitos de beleza e os de funcionalidade. Além disso, o número brinca com a sonoridade de tree na língua inglesa, que significa tanto árvore quanto viga.
Hauss, mais um jogo com a palavra alemã haus, que significa casa. Com mais um “s” a palavra ganha o significado de extraordinário, surpreendente e maravilhoso em inglês. O nome 3HAUSS une os conceitos da arquitetura surpreendente, ecologicamente responsável, e da organização e concepção inteligente de espaços.

MÁRMORE, GRANITO E PEDRA DE ENGENHARIA: QUAIS AS DIFERENÇAS?

abril 18th, 2016

É importante estar atento no momento da escolha das pedras para sua casa. Granitos, mármores e pedras de engenharia possuem diferentes características que fazem com que se tornem adequadas ou inadequadas para cada uso. Veja abaixo as principais diferenças e as melhores aplicações:

3HAUSS_Arquitetura_mármore_granito_pedra_de_engenharia

GRANITO

O granito é uma pedra muito abundante nas jazidas brasileiras e é composta de Mica, Feldspato e Quartzo. As diferentes proporções desses três minérios na composição de cada granito trazem as inúmeras variações de cores e texturas que conhecemos. São esses minerais também os responsáveis por aquelas “manchinhas” tão características, que variam de cor, formato e tamanho de pedra a pedra.

De maneira geral, o granito é bastante duro e denso e, por consequência, muito resistente a impactos e a produtos corrosivos. Porém, ainda assim é preciso ter cuidado para não expor por muito tempo seu granito a líquidos muito pigmentados ou corrosivos, principalmente se ele for claro, como o Branco Itaúnas e o Branco Siena. Granitos escuros, como o São Gabriel, podem vir a ter uma maior durabilidade devido a esse motivo. Porém é claro que tudo vai depender do uso e dos cuidados. Veja abaixo alguns dos tipos mais comuns de granito:

3HAUSS_Arquitetura_tipos_de_granito

 MÁRMORE

O mármore é originado do calcário exposto a alta pressão e elevada temperatura e sua composição varia muito de acordo com os sedimentos e com o grau metamórfico. Assim, existem inúmeras opções de cores e texturas no mercado. Apesar de ser uma pedra ornamental, com texturas mais uniformes e muito admirada por sua beleza, ela é bem mais frágil do que o granito. Por ser também mais porosa, a penetração de líquidos e químicos indesejados no mármore é bem mais comum, o que faz com que surjam manchas facilmente. Assim, não é indicado o seu uso em locais expostos à altas temperaturas, a um grande tráfego, à incidência de gorduras, em áreas externas e em locais onde sejam necessárias grandes chapas sem sustentação (devido à sua maior fragilidade mecânica). Veja alguns dos mármores mais comuns no mercado:

3HAUSS_Arquitetura_tipos_de_mármore

O preço do mármore e do granito é influenciado por sua raridade e homogeneidade. Lotes mais lisos, ou seja, com menos manchas, normalmente são enquadrados na categoria “exportação”. Porém, geralmente o orçamento é feito no tipo “comercial”. Não são em todos os tipos que existe essa diferenciação. Em caso de dúvidas, é recomendado se informar com o vendedor da marmoraria.

 PEDRA DE ENGENHARIA

É uma pedra produzida artificialmente a partir do quartzo. Ela é muito utilizada nos Estados Unidos e em países com escassez de pedras naturais. Possui inúmeras variações, reproduzindo granitos, mármores e texturas diferentes, inclusive com alto-relevo, e em cores das mais inusitadas possíveis. Com esse tipo de pedra, é possível fazer aqueles tampos inteiros brancos e lisos, que muita gente procura. Porém, é preciso ter cuidado com opções pouco pigmentadas como essa, pois podem manchar mais facilmente. Nesses casos, sempre recomendamos que sejam escolhidos fabricantes com um produto de qualidade superior e que forneçam garantia, como a Silestone e CaesarStone, para evitar possíveis dores de cabeça. Como as pedras de engenharia são importadas, os valores delas oscilam muito com o dólar, e em tempos como os de hoje, suas cotações são diárias. Veja abaixo alguns exemplos de pedras de engenharia:

3HAUSS_Arquitetura_tipos_de_pedra_de_engenharia

Todas essas pedras – mármores, granito e pedras de engenharia - , ainda podem ser impermeabilizadas e cristalizadas aumentando, assim, a resistência contra manchas, o brilho e a durabilidade desses materiais. Algumas empresas são especializadas apenas nessa parte e fornecem garantia sobre a aplicação dos seus produtos.

3HAUSS_Arquitetura_diferenças_mármore_granito_e_pedra_de_engenharia
 APLICAÇÕES:

Saiba abaixo os tipos de pedra que se enquadram melhor em cada situação:

COZINHAS

O tipo de uso da cozinha exige a instalação de uma pedra de alta resistência. Isso de dá por vários motivos: primeiramente ela estará em contato direto com a água, com bebidas (muitas com corantes) e com diversos outros líquidos utilizados no preparo de alimentos e precisará ter uma boa taxa de impermeabilidade para não absorver esses líquidos e manchar. Em segundo lugar, ela estará recebendo calor constantemente, advindo do apoio de panelas e do próprio uso dos cooktops, fornos e fogões, e precisa ser forte o suficiente para não trincar e não queimar. E por último ela ainda precisa ser resistente a altos impactos, já que constantemente serve de apoios a objetos pesados, como panelas de pressão e compras de supermercado. Assim, recomendamos o uso do granito ou de pedras de engenharia (Silestone ou CaesarStone). (Se quiser saber outras dicas sobre cozinhas, clique aqui.)

Tampo de granito em cozinha integrada com sala em residência no Santa Felicidade, Curitiba/PR. Projeto 3HAUSS Arquitetura.

Tampo de granito em cozinha integrada com sala em residência no Santa Felicidade, Curitiba/PR. Projeto 3HAUSS Arquitetura.

 BANHEIROS

Nos banheiros, o risco de manchas causadas por produtos abrasivos, assim como calor e peso é muito menor. Por isso, podem ser utilizadas quaisquer uma das três opções. O mármore e a pedra de engenharia muitas vezes podem conferir uma beleza maior aos espaços, mas depende muito do gosto e estilo de cada pessoa. Não é indicado apenas o uso de mármore travertino para banheiros, devido às suas várias reentrâncias, onde podem penetrar sujeiras e produtos de higiene pessoal. Mesmo quando esses furos são tampados com massa plástica para acabamento liso, o uso é contraindicado pois a mesma pode descolar com facilidade devido à grande umidade do ambiente. No caso de lavabos, o mármore travertino pode ser usado sem problemas.

Tampo de pedra de engenharia branca em banheiro de loft no Batel, Curitiba/PR. Projeto 3HAUSS Arquitetura.

Tampo de pedra de engenharia branca em banheiro de loft no Batel, Curitiba/PR. Projeto 3HAUSS Arquitetura.

ESCADAS INTERNAS

As escadas são lugares de alto tráfego de pessoas, fazendo com que seja mais indicado o uso do granito ou das pedras de engenharia. Porém, muitas pessoas acabam ainda assim optando pelo mármore, devido à sua estética. Nesses casos, a recomendação é que seja feita uma cristalização, para fechar os poros e conferir brilho, e uma impermeabilização para proteger as peças contra manchas. Muitas empresas dão garantia desses serviços, o que traz uma tranquilidade ainda maior no dia-a-dia. Em escadas, ainda é possível o uso de porcelanatos que imitam mármores. Mas, para que o acabamento fique bom, é necessário que sejam utilizadas peças grandes o suficiente para não aparecer o rejunte, o que acaba aumentando a quantidade de material necessário.

Porcelanato que reproduz textura de mármore na escada em residência no Boa Vista - Curitiba/PR. Projeto 3HAUSS Arquitetura

Porcelanato que reproduz textura de mármore na escada em residência no Boa Vista – Curitiba/PR

SOLEIRAS E PISOS INTERNOS

É válido o mesmo princípio das escadas para pisos internos. Lembrando de que quando se tratar de um espaço com o tráfego intenso, como shoppings centers, o indicado é que sejam utilizados pisos de granito devido à sua resistência.

Instalação de soleira de granito dividindo os ambientes em residência no Abranches, Curitiba/PR. Projeto 3HAUSS Arquitetura

Instalação de soleira de granito dividindo os ambientes em residência no Abranches, Curitiba/PR. Projeto 3HAUSS Arquitetura

SOLEIRAS, ESCADAS E PISOS  EXTERNOS

As partes externas estão sujeitas diariamente às chuvas, à incidência solar e à poluição. Por isso, para esses locais, recomendamos o uso de granito. Se for aplicado em pisos sem cobertura e em áreas de piscina, esses granitos devem estar em estado bruto (não polido) para não perderem suas características antiderrapantes. Nos pisos externos ainda podem ser utilizadas outras pedras como ardósia, são tomé, basalto, fulget, pedras portuguesas (petit pavê), etc.

Soleira externa em janela de residência em Santa Felicidade, Curitiba/PR. Projeto 3HAUSS Arquitetura

Soleira externa em janela de residência em Santa Felicidade, Curitiba/PR. Projeto 3HAUSS Arquitetura

PAREDES

Quando aplicadas nas paredes, essas pedras têm a função estética e protetora (em ambientes úmidos). Os mármores em geral são mais leves e mais ornamentais, por isso são indicados e muito utilizados em paredes internas. Porém, quando se trata de revestimentos de fachadas, por exemplo, o recomendado é a utilização do granito, que vai revestir a edificação com beleza, sofisticação e qualidade por muitos anos.

Acabamento em parede e tampo de mármore Paraná em banheiro master de apartamento no Alto da Glória, Curitiba/PR. Projeto 3HAUSS Arquitetura.

Acabamento em parede e tampo de mármore Paraná em banheiro master de apartamento no Alto da Glória, Curitiba/PR. Projeto 3HAUSS Arquitetura.

Quer receber mais conteúdos de arquitetura de interiores e decoração? Clique aqui e se inscreva! Até mais, 3HAUSS Arquitetura  
There are no comments yet, add one below.
t Twitter f Facebook g Google+